The Daily Puppy

domingo, 15 de julho de 2012

Tatá
Os latidos da vira-lata chamaram a atenção de Almir Caldas. Debaixo de uma forte chuva, ele foi até o quintal de sua chácara, que fica trás de uma ferrovia, para ver qual era o problema. Encontrou Tatá com a corda da coleira esticada, levantando as patas na direção de um enorme buraco aberto pelas águas sob a linha do trem que atravessa o Campo Limpo, em São Paulo. Na tarde do dia 29 de março de 2006, o aposentado decidiu ficar sinalizando na frente da cratera de 15 metros e conseguiu evitar que um trem, com 250 passageiros, sofresse um acidente.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário